“Cuidado, Escola” – ou “Que Letra é Essa?”

queletra

Paulo Freire dizia que o professor, no primeiro dia de aula, ao olhar para os alunos na classe, tinha a capacidade de escolher quem teria ou não sucesso naquele ano letivo.

Me lembrei disso, horas atrás, ao assistir ao documentário Que Letra é Essa?, de Pedro Rocha, na retrospectiva do Santa Maria Vídeo e Cinema (SMVC).

O filme apresenta Patrick, um menino pobre que, em meados de 2002, está na 1a. série do Ensino Fundamental. Em 2004, o diretor o encontra estacionado no mesmo ano primário, ainda sem conseguir decifrar as letras, tampouco os números.

De quem é a culpa por esse insucesso?

O documentário oferece pistas.

De início, sabemos, por crianças da vizinhança, que Patrick não é um menino fácil de lidar. As professoras consultadas elencam certos aspectos da situação familiar que poderiam ter contribuído para o desinteresse do menino nas aulas. A questão social está envolvida.

O pai do menino, por sua vez, se exime de culpa e ataca as professoras, “que caminham pra lá e pra cá”, “dizem que ganham pouco” “e não ensinam”.

Mas o depoimento da mãe me fez pensar de Paulo Freire e do ensinamento, contido no livro que dá título a esse post, “Cuidado, Escola”. Eu não achei um “culpado” pela situação do Patrick, mas valeu pela reflexão.

O filme está aqui:

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s