“Preciso de um companheiro*”

tyrion-700x525

É incrível que alguns parâmetros não se percam através dos anos. Eles se refinam, mas não se perdem.

Pensei nisso porque estou com um frio danado, e esse é o tipo de situação que “pede” um namorado. E eu não tive competência pra conquistar um. Normal…

O engraçado é que eu tô visitando um blog que tive, antigamente, e minhas queixas sobre a vida amorosa são basicamente as mesmas.

Em 2009, eu escrevi isso:

Então, esses dias, estava ouvindo o Nerdcast do Jovem Nerd (minha nova obsessão) especial do Dia dos Namorados. Engraçadíssimo. Era imitaram aqueles programas megabregaromânticos lendo cartas de namorados querendo se reconciliar e de encalhados querendo achar alguém.

Aí, tinha a carta da Raquel, da minha idade, há “uma cara” sem namorar, como eu. Também como eu, ela era uma moça exigente em relação a homens e, com o passar dos anos e a chegada do desespero, os “filtros” de exigência foram ficando mais finos…

Filtro do ano passado:

– Mais alto que eu

– Bonito

– Com todos os dentes próprios (aqueles que vieram de fábrica)

– Trabalhando em regime CLT

– Que não fale “poblema” “menas” “asterístico”

– Com CNH e carro

– Que saiba quem é Bobba Fett

– “Idioma extra” opcional

 

Filtro do meio do ano passado:


– Da minha altura ou até um pouco mais baixo

– Ajeitado

– Com todos os dentes

– Trabalhando

– Que não fale “poblema” (asterisco não é uma palavra usada em encontros sociais)

– Que tope rachar o taxi

– Que saiba que Darth Vader é o pai do Luke

– Idioma extra opcional não necessário, mas bem vindo.

 

Filtro 2009

– Não ser anão

– Não ser do avesso

– Com todos os dentes – da frente

– Com serviço ou em busca de

– Se falar “poblema”, eu ensino a falar “dificuldade”

– Que saiba qual busão tem que pegar para ir aos lugares

– Que já tenha ido ao cinema

– Opcionais são desnecessários.

 

E voltamos a 2017, quando “O tempo é o senhor do tapa nos beiço!”

Não fiquei com ninguém que escolhi. O anão é concorridíssimo!

E meu filtro 2017 é:

Procuro companheiro que saiba cozinhar mocotó, rabada, canja e sopão, pra um relacionamento de muita cumplicidade!

Me socorre, Jesus!

*O título do post é o bordão de um personagem do Moacyr Franco em A Praça é Nossa

Anúncios

3 comentários Adicione o seu

  1. Tigre disse:

    Se você não fosse quase minha irmã e eu estivesse sorrir, até poderia me candidatar. Mas mocotó não dá prá mim

    Curtido por 1 pessoa

  2. Bruna Porciúncula disse:

    ai, meu deus….morro rindo…..

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s