Olha o Halloween aí, geente! Chora, cavaco!

20171028_125428
Americanizada

Nada me empolga tanto quanto o Carnaval, mas não vou mentir: estou bem animada para ver como será o meu primeiro Halloween.

Ou, pelo menos, o primeiro dentro de um país onde esse folclore faz todo o sentido.

Não se preocupem, não vou defender o Dia do Saci.

Mas é fato que, aqui no Canadá (e nos EUA, mais ainda), é uma celebração cujo histórico é relevante, e ajuda a contar a história do povo. Assim como as festas juninas no Brasil.

Hoje, em uma das aulas, a tarefa era assistir a vídeos do History Channel e do Huffington Post sobre o histórico da data. Eu, que nunca tinha lido nada a respeito, achei interessante.

20171029_132813
Desde os tempos mais primórdios, jack-o-lantern taí! Oh, wait!

A origem do Halloween é pagã, assim como o Carnaval.

Os celtas celebravam, no fim de outubro, o Samhain – fim da temporada de calor e o início do tenebroso inverno. Bebia-se e comia-se para atrair as fadas e os bons espíritos, que andavam à solta na festa – bem como usava-se fantasias para afastar os maus espíritos, igualmente de folga.

Aí, veio o Cristianismo fazer o que fez com o Carnaval, com o Natal, com a Páscoa: fundiu a data pagã com sua própria fé. E a tal festa virou parte da vigília do Dia de Todos os Santos (1º de novembro), no qual também costumava-se acender velas para os mártires e parentes falecidos.

jack-o-lanterns-2048x2048-H

Com a migração em massa de irlandeses para a América do Norte, na segunda metade do século 19, o que era crença, foi virando festa. Os recém-chegados trouxeram a tradição de esculpir caveiras em batatas e ruttabagas no período, bem como crianças a bater de porta em porta trocando tortas e doces por orações pelos parentes falecidos de seus doadores.

Parece familiar?

Bacana, né?

E tenho uma noticia para quem acredita que a popularização mundial do Halloween não está sendo forçada. A celebração rende US$ 6 bilhões por ano só nos EUA. US$ 3,5 mi só com a venda de doces. US$ 2 mi, com fantasias.

É a segunda data mais rentável do comércio norte-americano, superada apenas pelo Natal. Só que o Natal é toda uma temporada. Halloween é uma noite só…

Fico imaginando os magnatas conversando:

“Precisamos garantir nosso mercado para o futuro.”

“Mas como?”

“Assim:”

20171022_174320
Teve festa de Haloween no Zoo, uma semana atrás. Famílias com crianças fantasiadas ganhavem desconto… #entendeu?
Anúncios

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s