Dois vídeos toscos pelo preço de um!

20171021_093934

Depois da esculhambação que eu fiz com meu tempo nas últimas duas semanas, tô correndo para voltar ao ritmo normal de postagens. Não tá fácil!

Para exemplificar: fiquei de cama boa parte do fim de semana e o vídeo que iria ao ar na sexta, entrou no YouTube no sábado – e eu estava mole demais para escrever qualquer texto a respeito. A coisa hoje não melhorou muito. Tentei fazer uma ediçãozinha mais caprichada, demorei para editar e na hora de dar o último “salvar”… sumiu tudo.

Como sou brasileira e não desisto nunca. Editei de novo. Não está tão bonito porque estou com sono (agora são 2 da manhã).

Então. Os vídeos que eu convido a ver são Culinária Internacional no Canadá e Turistando no Canadá: Royal Ontario Museum.

No primeiro – que ficou longo demais e ainda deve ganhar uma segunda parte – eu conto das minhas experiências gastronômicas por aqui, comendo tudo o que me deixa curiosa, e, às vezes, passando mal para caramba (minhas configurações de azia e piriri foram atualizadas).

O segundo vídeo é mais curto, por que, né? Quem quer ver vídeo de museu? (Eu! Eu! Eu!).

Mas o bacana da minha visita ao Royal Ontario Museum (ROM) é que eu me interessei pela história das First Nations, os povos indígenas do Canadá. No vídeo, acabei citando os inuítes (antigamente chamados de esquimós) como integrantes do grupo, mas não o são.

O ROM fez uma grande exposição com utensílios, roupas, calçados, fotos e, até, arte contemporânea, tudo remetendo aos primeiros habitantes do país. Tudo muito lindo.

Dias depois, eu encontrei, na frente de um prédio do governo canadense, um pequeno acampamento. Trata-se de um protesto dos povos indígenas contra a falta de perspectiva de seus jovens. Eles estão lá há meses.

20171029_174626

A juventude indígena lidera as estatísticas de mortes violentas (a expectativa de vida deles, inclusive, é menor que a média da população), trafico de drogas e prisão.

Onde será que eu ouvi uma história assim?

20171029_174709

Como se não bastasse, há níveis alarmantes de suicídios e epidêmicos de tentativas. Em abril do ano passado, em uma pequena comunidade com cerca de 2 mil habitantes, 11 pessoas tentarem tirar a vida em um mesmo dia. Em oito meses, ente 2015 e 2016, foram cem tentativas só na província de Ontário.

O governo das Primeiras Nações e o governo canadense enviaram equipes de assistência social e saúde mental como resposta à crise. Porém, o problema é social: boa parte dos jovens se ressente de não ter as mesmas boas condições de vida da maioria dos canadenses.

Onde será que eu ouvi uma história assim?

*

Amigos, por favor, assistam os vídeos, comentem, critiquem e se unam a nossa exclusiva comunidade no YouTube: 44 felizardos.

Beijão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s