Ela descansou. Nós não descansaremos

quem-era-marielle

Foi mais ou menos essa a frase que pincei de uma militante dos Direitos Humanos ao assistir a um bom trecho do Fantástico de domingo passado.

Ipsis literis, foi isso:

Somos muitas e estamos juntas. Ela vai encontrar
descanso dela, mas a gente, não.”

Foi uma longa, bonita e triste reportagem que, além dos fatos do crime que vitimou Marielle e Anderson; e que tentou reconstruir a trajetória vereadora – por meio de depoimentos de amigos, familares e da companheira – , tenta explicar o que são esses direitos que “Mari” tanto defendia, e que podem ter sido a causa de sua morte. Eram vários.

***

O jornal Extra o havia feito isso antes ainda do Fantástico, e decidi colocar o tema nas minhas pautas para o jornal. Como se diz, “antes tarde do que mais tarde”.

Poderíamos fazer outras cinco reportagens diferentes sobre o mesmo tema, de diferentes teores e abrangências. O que fizemos, deverá ser publicado neste sábado, no Diário.

***

Na quinta-feira (ontem), fui uma das 35 homenageadas do Prêmio Mulheres de Luta, uma iniciativa do deputado estadual Valdeci Oliveira (PT), um homem a quem admiro muito.

Quando ele me convidou, entendi que era uma homenagem para mulheres que se destacavam em suas áreas de atuação (a lista de premiadas tinha profissionais do Judiciário à luta pela causa animal).

27788566_10211767832618997_5559959808216612398_o

Mas a distinção valoriza quem valorizou e defendeu mulheres gaúchas e brasileiras (é o que diz o diploma).

Entrei em parafusinho.

O que eu fiz pelas mulheres??? Corri pros arquivos mentais. Lembrei de muito pouco.

Mas fiquei feliz e profundamente inspirada por estar no mesmo rol de mulheres que me inspiram todos os dias por sua atuação e por serem quem são.

Vou trabalhar mais pela causa. Prometo.

28946977_957268077757538_3269244306448237183_o
Eu e o deputado Valdeci entre algumas das mulheres que me inspiram: Carine Prevedello, Márcia Denardin e Fabiana Pereira

***

Eu, aqui do meu espacinho, um blog, afirmo publicamente o desejo de lutar para que as brasileiras mortas violentamente no Brasil nunca sejam esquecidas; para que o número de vítimas diminua, e que se reduza a impunidade.

Sei que há milhares de mulheres no Brasil, e até do Exterior, que foram, são e serão inspiradas pelo exemplo da vereadora Marielle. O que me faz voltar à reportagem do Fantástico e à uma observação do deputado Marcelo Freixo:

“Quem matou a Marielle achando que ia provocar silêncio
cometeu o maior erro da sua vida. 
A Marielle vai brotar em cada esquina.”

*

A vida segue. Mas estamos juntas, vivas e atentas.

  #MariellePresente

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Fabiana Pereira disse:

    Tati, da mesma forma que você, me perguntei muitas vezes de onde o mérito de minhas ações para receber esse titulo. O pouco que faço é tão entre os meus, de perto, considerando que nunca abracei uma grande causa. Mas, como digo aos alunos, principalmente após passar o documentário ‘Quem se importa?’, é importante lembrar que o agir é local. E esse local pode ser no teu entorno, dentro dos nossos ‘muros’. O importante é agirmos. E aí penso nas discussões em sala de aula, nos textos escolhidos a dedo, nos exemplos que propagamos e, talvez, sem nem mesmo enxergarmos o resultado, estejamos plantando sementes. Teus textos, com certeza, são inspiradores para muita luta. #tamojuntas e é um privilégio estar ao teu lado. Bjs mil e parabéns. Você mais que merece.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s