A sociedade da ‘felicidade’

balão
Foto: Selva Bizarria

É sintomático que grandes universidades do país, como a USP, a UnB e a “minha” UFSM estejam oferecendo aos alunos disciplinas sobre Felicidade.

A gente nem sabe mais o que é ser feliz.

Tá duro ficar contente, e o noticiário está aí para provar. Mas acho que, talvez, o excesso de informação (e de desinformação) nos cause uma pressão extra na busca pelo sucesso – outro conceito bem subjetivo.

No Facebook, no Instagram, por aí, só tem gente feliz, né?

“A última tendência é depressão com aparência de férias”

A gente começou a sentir vergonha de ficar triste.
Depressão? “Ah, frescura”.

E as imagens coloridas e sorridentes das redes sociais podem estar contribuindo com nossa doença psíquica.

De certa forma, contribuíram muito para a minha.

Havia anos, eu não “caía”. Mas uma série de fatores me colocou naquele lugar escuro para o qual a depressão te leva, dizendo “Aqui é seguro. Fique”.

Eu vi acontecer, eu percebi, eu tentei fugir, mas caí naquela areia movediça, na qual tudo o que tu faz pra se salvar te leva mais pra baixo.

Como naqueles sonhos em que tu corre sem sair do lugar, é muito difícil se salvar…

Mas muitas coisas e pessoas têm me impulsionado pra fora da lama (graças a Deus, sempre Deus).

Deus é bom.

Mas quem me acordou, com um desfibrilador, foi o bardo Belchior, o Emicida, a Majur e a Pabblo.

AmarElo me deu um estalo.

Eu estava focando em coisas erradas na tentativa de me salvar. Eu precisava falar, cantar, sofrer “para fora”, para outra pessoa. Eu tinha que contar, chorar, e reclamar, ainda que eu fosse grata por tudo que havia conquistado.

Ser grato não é ser feliz.

Quando tu estiver infeliz, grite

A gente só é feliz o tempo todo quando congelado em fotografia. 
E está tudo bem em se sentir mal. Mesmo quando “deveria estar bem”.

Quando o mal é grande demais, é preciso buscar ajuda.

Então, estou confiante e entusiasmada com meu plano de recuperação, mesmo que eu não esteja feliz. Ainda. Mas hora dessas, mano, vai voltar a acontecer!

Na minha armada, tem psiquiatra, psicólogo, tem minha mãe, minhas tias, minhas primas e primos, tem a manicure, a cabeleireira e seu Reinaldo, que me chamou de “doutora” em nossa primeira interação.

“Não sou doutora, seu Reinaldo…”

“Eu estou profetizando, doutora…”

Meu plano tem cachorro e gato. E peixe. E tartaruga.

Te vejo no pódio! 

Eu tinha receio/vergonha de contar, porque as pessoas são más. Mas eu sei que muitos que têm/tinham receio estão encarando ajudar outros.

A terapia vai trazer de volta, aos poucos, as ferramentas que a vida já me forneceu e que me ajudarão a planejar o amanhã; a lidar com o hoje e reparar o que já foi.

A esperança de ser feliz mora em mim. É o que me dizem as fotos em que saí sorrindo.
E aquelas em que sorri séria, e viva, também.

Sou abençoada. 

Nem sempre me sinto assim.

Mas vou revidar!

Aí, maloqueiro, aí, maloqueira
Levanta essa cabeça
Enxuga essas lágrimas, certo? (Você memo)
Respira fundo e volta pro ringue (vai)
‘Cê vai sair dessa prisão
‘Cê vai atrás desse diploma
Com a fúria da beleza do Sol, entendeu?
Faz isso por nóis, faz essa por nóis (vai)
Te vejo no pódio
Ano passado eu morri mas esse ano eu não morro

6 comentários Adicione o seu

  1. Ana Lucia Melo disse:

    A parte do gritar quando está sem chão, me identifico….parece que ameniza um pouco o sofrimento!!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. tatipy disse:

      Quase sempre grito quando estou desesperada ou com raiva. Alivia, de fato.

      Curtir

  2. Luana disse:

    Força mulher! Tem muita gente torcendo por ti por aqui. ❤

    Curtido por 1 pessoa

    1. tatipy disse:

      Obrigada demais pela torcida. Tô precisando!

      Curtir

Deixe uma resposta para Luana Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s