Aplaudiu o Bruno? Por quê?

A lógica moral do brasileiro anda numa flexibilidade perigosa há algum tempo – mas desde o ano passado, preciso reconhecer, fico assustada. Uma criança que tomou um tiro de fuzil na rua estava no lugar errado. O goleiro Bruno “cometeu um erro”.

Para esclarecer: um tiro de fuzil no corpo praticamente explode um corpo infantil.

Não queira ver. Nenhuma criança merece. Infratora ou não.

Aghata, definitivamente, não merecia.
Mas o governo do Rio de Janeiro demonstrou, outra vez, que matar um ser humano na semente valia mais que rever sua política (falha) de segurança, tão valiosa para o projeto político do governador “Whitney Houston”.

Então. É isso.

O Bruno

Esse ex-atleta, talentoso e promissor não tinha uma arma na cabeça há 10 anos. Ele não tinha de administrar a política de um Estado. Ele tinha uma ex amante grávida pedindo sustento – e ele tinha dinheiro.

Ainda assim, foram anos de negociações e de pura má-vontade de um homem casado, acostumado a pular a cerca sem pagar a conta.

elisasamudio

Ela se encheu e pressionou. Ele se fez de bonzinho e armou uma armadilha. Ela caiu.

Nunca mais foi vista após entrar na propriedade suntuosa do goleiro, com o filho (de ambos) no colo. Segundo a investigação, a mulher e os amigos de Bruno ajudaram a fazer a armadilha. O bebê foi roubado.

A moça, torturada, morta e dada como comida aos cães.

Tudo isso foi engendrado por Bruno e seus “parças”.

A mulher é sempre mais culpada. Na investigação do caso, foi atribuída a ela a profissão de garota de programa.

‘Vida normal’

Compartilhei no Facebook, há pouco, a notícia de que o mesmo goleiro Bruno foi aplaudido por fãs entusiasmados ao voltar aos gramados no último final de semana. Como alguém aplaude alguém assim? A gente aplaude quem admira.   

A termo de comparação – e de tristeza – na sequência, compartilhei a história do Sasha, um bebezinho russo de 6 meses que nasceu sem os olhos. Devido a sua condição de saúde, a mãe dele resolveu entregá-lo para adoção.

Sasha
O Sasha nasceu sem os olhinhos. A mãe o entregou para a adoção – calcule o tamanho do apedrejamento da pobre mulher…

Quem dera as pessoas tivessem sido tão generosas com uma mulher que reconheceu uma fraqueza e ENTREGOU UM FILHO VIVO PARA ADOÇÃO do que com um homem que conspirou para o assassinato da mãe de seu filho.

Vão lá na página do Catraca Livre no Facebook. Não vou compartilhar. Dói.

A mãe do Sasha fez bem. Ele é mimoso e, possivelmente, será adotado em breve.

Espero tudo de bom para a fofinha da foto de baixo, também. Garantias, não há.

goleirobruno

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s