É sobre Gugu. E sobre o rabino Sobel

Eles se foram, mas “antes tarde que mais tarde”: acho injusta a comparação ‘moral’ que rola na internet entre Gugu e o rabino Henry Sobel, por ocasião de suas mortes. gugggggggggggu

Cobra-se mais dos religiosos, especialmente os de boa reputação, como era o caso de Henry Sobel.

Alguém lembra o nome de um padre pedófilo que não seja de sua cidade? Se lembra, esse nome é mais que uma piada? Comente comigo, porque desconheço casos de punição. São raríssimos.

O deus a quem Gugu servia era a audiência. Esse deus quer que eu e você liguemos a TV, e sintonizemos em um canal. O propósito de Gugu era nos manter atentos.

Eu era “menudete” em 1985, e Gugu me servia Menudo – além de doçura – no Viva a Noite. Ele serviu muita bunda e obscenidade entre atrações musicais depois, mas só para quem quis ver lixo. Eu adoro lixo. Consumi alegremente.

Na luta por audiência, Gugu promoveu uma entrevista falsa, tosca, com o PCC. Tipo a das “Farc saudando o comandante Lula”, dia desses.

O autor do texto que comparava Gugu e Sobel criticava o apresentador por jamais ter pedido perdão pela falha.

Eu não sei se pediu ou não. Ninguém dava atenção a programas dominicais nessa época. Era lixo. Ricardo Feltrin, do UOL, disse que ele se arrependeu. \
Vale a busca na coluna Oooops.

O rabino

Gugu, nos últimos anos, queria paz. Talvez executar um projeto próprio, senão, cumprir tabela que lhe permitisse criar os filhos nos EUA. Sei lá se estava preocupado com o julgamento público. Mas era um cara legal. Morreu cedo.

A diferença entre Gugu e o rabino, é que o rabino não esteve em exposição tempo suficiente para ter perdoadas as falhas no currículo.

O rabino Henry Sobel peitou o governo militar muitas vezes, ficou marcado na história por  não aceitar a versão de suicídio do jornalista Vladmir Herzog, e pela busca ade irmandade entre os povos israelenses e palestinos.

Mas Sobel foi pego após roubar 5 gravatas, em 2007, em uma loja em Palm Beach, nos EUA. Ele atribuiu o crime a associação de remédios e bebidas. Cinco anos depois, ele atribuiu o crime à “falha moral”. Pediu desculpas e se retirou da vida pública.

Ninguém ouviu a desculpa do rabino. Quem dera tivesse um programa de TV e fosse servo de outro deus.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s